Undokai 2016


A Associação Japonesa de Santos realiza o Undokai 2016, tradicional festividade esportiva da comunidade nipo-brasileira, no dia 1º de maio. A 64ª edição do evento acontecerá na Associação Atlética dos Portuários, das 9h às 17h, com entrada franca.

No ano passado, cerca de 3 mil pessoas compareceram ao evento. No Undokai, famílias de descendentes e de interessados na cultura japonesa se reúnem para um dia de gincanas ao ar livre, promovendo a integração entre os participantes, o espírito esportivo, a atividade física e o lazer.
O Undokai terá oito horas de duração e mais de 30 provas para pessoas de todas as idades, de crianças a idosos, com premiação simbólica aos participantes. Além das brincadeiras, a festividade também terá uma área de alimentação com pratos típicos da culinária japonesa, além de churrasco.
No intervalo para o almoço, vários grupos farão apresentações culturais e de artes marciais. Estão confirmadas as demonstrações de Odori (dança tradicional), taikô (tambores japoneses), além do karatê e aikidô. A Associação Atlética dos Portuários fica na Rua Cincinato Braga, 01.

História

Atualmente o evento é realizado no Japão no mês de outubro – especialmente no dia 10, data em que se comemora o Taiiku no Hi (Dia dos Esportes). O primeiro Undokai da história da Imigração Japonesa no Brasil foi feito antes mesmo dos primeiros imigrantes pisarem em terras tupiniquins, pelos passageiros que estavam a bordo do navio Kasato Maru em 1908 – o primeiro a trazer oficialmente um grande grupo de imigrantes pelo acordo assinado entre o Brasil e o Japão em 1895 – que ocuparam todo o deque superior externo do navio para assistir e participar das corridas e brincadeiras.

Desde então, em terra, o Undokai passou a ser realizado anualmente e tornou-se uma tradição. Ao se estabelecerem no Brasil, os imigrantes sentiram a necessidade de promover eventos de integração social e a realização do Undokai foi uma escolha natural, partindo-se do fato de que, independentemente de qual região ou província vinham as famílias de imigrantes, todos conheciam e sabiam como funcionava a dinâmica da festividade.

 

[Valid RSS]